Loading...

ErgyPhilus Plus

20.60

ERGYPHILUS PLUS é particularmente indicado no reequilíbrio da flora protetora:
– Para estimular a imunidade,
– Durante o inverno,
– No terreno alérgico,
– Na prescrição de antibióticos,
– Em viagens ao estrangeiro.
A vitamina C 1 contribui para o funcionamento normal do sistema imunitário.

Em stock

Loading...

Descrição

ERGYPHILUS PLUS é uma sinergia única de 4 estirpes de lactobacilos e bifidobactérias que contribui para o equilíbrio da microbiota intestinal e reforçar o seu efeito barreira.

As estirpes de ERGYPHILUS PLUS foram selecionadas pelas suas propriedades; sobrevivência e estabilidade, resistência à acidez gástrica garantida, capacidade de adesão à mucosa intestinal demonstrada, inibição de patogénios responsáveis pelas infeções. As várias estirpes de Lactobacillus rhamnosus não são idênticas (distinguem-se pela procura do fenótipo ou do genótipo) e sua ação é estirpe-dependente. Somente a estirpe Lactobacillus rhamnosus GG foi objeto de mais de 200 publicações que demonstrou a sua eficácia na imunidade e nos terrenos alérgicos.

O equilíbrio adequado da flora intestinal – flora fermentativa e flora putrefativa – é essencial para o bom funcionamento da função digestiva, mas também para a manutenção da imunidade adequada.
No estado normal, uma flora protetora de fermentação reveste as paredes do intestino. Normaliza o ecossistema bacteriano e impede a proliferação de bactérias patogênicas que podem ser trazidas pela dieta. Ela opõe-se ao desenvolvimento da flora da putrefação, que em excesso é irritante para o cólon e gera compostos amino tóxicos para o fígado (nitrosaminas). Alguns pesquisadores chegam a falar de um órgão microbiano em si mesmo para designar essa microbiota.
Com as mudanças no estilo de vida das últimas décadas (dieta pobre em fibras, antibioterapia, stresse . . . ) este equilíbrio pode ser quebrado e causar alterações à mucosa intestinal e disfunçionamentos do sistema imunológico.

Uma sinergia de estirpes para uma melhor ação
Os lactobacilos e bifidobactérias são elementos importantes da flora de fermentação.
A associação de várias estirpes bacterianas permite reforçar o efeito barreira com um espectro mais largo de ação, contra as bactérias patogénicas por produção de ácido láctico, de H2O2 e de compostos antimicrobianos. Além disso, os lactobacilos produzem polisacarídeos extracelulares que servem de substrato ao crescimento de bifidobactérias.

Desequilíbrios imunitários: O papel da flora
O sistema imunitário da mucosa intestinal deve tolerar a flora comensal mas também reconhecer as bactérias patogénicas sem provocar uma resposta inflamatória muito importante, que pode alterar a integridade da mucosa. A ativação da resposta imunitária inata realiza-se pelo reconhecimento dos MAMPs (microbial associated molecular pattern) tais como o LPS ou peptidoglicano pelos TLR (Toll like receptor) ou os receptores do tipo NOD. Segue-se uma secreção de citoquinas, uma ativação da fagocitose e dos linfócitos NK.
Alguns lactobacilos são capazes de estimular a imunidade inata. Os lactobacilos estimulam também a libertação de lgA secretórias no lúmen intestinal para impedir a entrada de bactérias ou vírus infecciosos na mucosa.
Por outro lado, pela via da fermentação das fibras não digeridas, os lactobacilos e bifidobactérias produzem ácidos gordos de cadeia curta como o butirato. Fonte principal de energia dos colonócitos e reforço da barreira intestinal.

Ingredientes

Agente de volume: amido de batata, complexo protetor: frutooligossacarídeos (FOS) e vitamina C, lactobacilos e bífidos liofilizados, agente antiaglomerante: estearato de magnésio vegetal. Cápsula: gelatina de peixe.  4 cápsulas contêm 24. 000 milhões de germes revitalizantes protegidos por uma matriz de polissacarídeo. (*) = Cepa proprietária Valio Ltd, Finlândia. Viva cepas revitalizantes de origem humana.

Composição

Por 1 cápsula:

  • Lactobacilos e bifidobactérias vivificáveis – 6 mil milhões
  • Lactobacillus rhamnosus GG ATCC 53103 – 3 mil milhões
  • Lactobacillus paracasei LMG P-21380 – 1,88 mil milhões
  • Lactobacillus acidophilus DSM 21717 – 0,75 mil milhões
  • Bifi dobacterium bifi dum DSM 22892 – 0,37 mil milhões
  • Vitamina C – 3 mg
Modo De Utilização

ATAQUE: 2 cápsulas 2 vezes/dia. Durante 1 semana.
MANUTENÇÃO: 2 cápsulas/dia. Durante 1 mês (até 3 meses no caso de recidivas).

Avisos

Não substitui uma dieta alimentar variada e equilibrada e um modo de vida são. Não ultrapassar a dose diária aconselhada.
Conservação: À recepção conservar de preferência a +/- 4º C.

Produtos Relacionados